História, Guerras, curiosidade medievais

Como Forjar uma faca

 

Nesta página veremos como você pode forjar uma pequena faca, estilo hunter, que se presta muito bem para acompanhá-lo em pescarias e campings, pois ela se adapta bem para as mais variadas tarefas. Este tutorial não tem a pretenção de transformar você num cuteleiro profissional, e sim ensiná-lo a confeccionar sua própria faca com as ferramentas mais baratas e acessíveis que você puder encontrar. 
Hoje em dia vários cuteleiros, tanto nacionais como estrangeiros, utilizam basicamente dois processos para a confecção de lâminas. O primeiro é o Stock Removal (desbaste), que consiste em pegar uma barra de aço já na espessura aproximada desejada e desbastá-la, isto é, retirar o material excendente através de esmeril ou lixadeira. O segundo processo é a forja, que é conformar o aço a quente, dando-lhe a forma desejada através de pancadas com uma ferramenta de impacto.
Antes de mais nada recomendo a você utilizar os seguintes equipamentos de segurança, pois de nada adianta você se machucar fazendo aquilo que gosta:

  •  Luvas de raspa 
  •  Avental de raspa 
  •  Máscara contra poeira 
  •  Óculos de proteção de lentes claras 
  •  Calçados apropriados 

 

Material necessário para forjar a faca:

  •  
  •  
  • · Forja: pode ser a gás ou à carvão. Se vc não possui uma, pode entrar em contato com um amigo ferreiro ou mesmo construir uma sem muitos custos. A forja à carvão é basicamente uma mesa de tijolo refratário, com uma soleira de metal furado, do qual sai o ar de uma ventoinha, que pode ser elétrica ou manual. Abaixo vai um plano de uma forja à gás bem simples de se fazer: 

Projeto de uma pequena forja à gás 


Forja à cavão improvisada em uma churrasqueira 



  •  Bigorna: é a mesa de trabalho do forjador. Se você não possuir uma pode tentar encontrar uma usada ou até mesmo usar um bloco de aço pesado (aproximadamente 20 Kg) ou um pedaço de trilho de trem. Lembro que a bigorna deve estar muito bem presa a um cepo de madeira para que não se desloque ou cause algum acidente. 



  •  
  •  Malho ou martelo: os melhores malhos ou martelos podem ser de 1,5 Kg a um 1Kg para o início do forjamento, quando se deseja uma trabalho rápido e sem acabamento. Após isto passe para um martelo de 500 a 300 gramas para trabalhos leves, acabamento e retirar alguma imperfeição. É interessante também ter um malho de madeira para realizar alguns ajustes na lâmina. 

  • Tenaz: pode ser um torquês com as pinças modificadas através de forjamento. ou até mesmo um alicate de cabos compridos.Tem por finalidade segurar a peça que está sendo forjada. Se você não encontrar uma tenaz pode soldar o aço da lâmina diretamente à um outro pedaço de vergalhão de construção ou ferro doce, que servirá para você segurar a lâmina.


  • Aço: use um pedaço de mola de automóvel com espessura de 1/4", facilmente encontrado em desmanches ou algum ferro-velho de sua cidade. O pedaço pode ser de 3/4" de largura por 7" de comprimento. Este aço é o 5160, que se comporta muito bem na forja e tem uma boa retenção de corte e flexibilidade. Na foto abaixo o pedaço que foi cortado de uma mola de Fiat, com ajuda de um policorte.


 

 

 

 

 

De posse deste material vamos agora forjar nossa lâmina:

: acendemos a forja e ligamos a ventoinha. Esperamos alguns minutos até que ela esteja quente para um bom aquecimento do aço. Não é necessário um forte vento, pois assim o consumo de carvão é alto. Regule a saída de ar conforme a sua necessidade.


: coloque o aço na brasa (no caso de ser uma forja à carvão), tendo o cuidado de cobrir totalmente o aço com a mesma, em cima, em baixo e nas laterais. Verifique a cor do aço após alguns minutos. Você notará que ele está avermelhado. Deixe a barra na brasa até que ela fique na cor laranja. Agora o aço está na temperatura ideal para o forjamento.

 

: Começamos a forjar a nossa faca pela ponta. A cor inicial para o forjamento é o vermelho vivo. Coloque o aço na mesa central da bigorna e comece a dar pancadas com a marreta na quina da ponta do aço. Você notará que a quina irá se achatar e começará a formar a ponta da faca. Quando a temperatura cair e faca deve voltar para a brasa, pois se você bater no aço fora da faixa de temperatura de forjamento, sua lâmina poderá apresentar fissuras. Volte a lâmina ao fogo quando ela apresentar uma cor vermelho cereja escuro. Lembre-se também de colocar sempre algum carvão na forja, pois se tiver pouca brasa, sua lâmina não aquecerá da maneira desejada.

 

 

: com a ponta já forjada e estabilizada, comece a bater na ponta, desta vez de lado, para deixá-la com aproximadamente 2mm de espessura. Bata agora em toda lâmina para que ela apresente uma conicidade, da área do ricasso para a ponta.

 

: agora você irá espalmar o fio da faca. Coloque a lâmina na beirada da mesa da bigorna e dê algumas batidas para puxar o fio da faca. Vire a lâmina e repita essa operação, só que desta vez do outro lado. Com o malho bata o fio puxando o matelo na direção do dorso para o fio da faca. Procure manter a simetria do fio e não deformar a lâmina com pancadas muito fortes. Uma boa dica para vc manter a simetria do fio é dar o mesmo número de pancadas em cada lado.

 

: Se sua lâmina começar a entortar para cima, você pode retornar ao formato desejado utilizando um malho de madeira, porém esta operação deve ser feita com a lâmina bem quente (na cor laranja).

: agora é hora de vc forjar a espiga de sua lâmina. Com a ajuda de uma tenaz invertida, coloque a área da espiga no meio das pinças e bata com o martelo até formar duas deformações de cada lado. Repita isto mais 2 vezes, porém um pouco mais atrás do que a primeira deformação. Após isto você irá bater na área de espiga e forjá-la de maneira que ela apresente também uma conicidade em direção ao que será o pomo da faca.

: Sua faca está praticamente forjada e conformada. Esta é a hora de acertar os pequenos detalhes ou defeitos que ficaram para trás. Utilize um martelo pena ou um martelo de 500g para acertar a simetria ou algum defeito que estiver aparecendo na lâmina. Olhe a o fio para ver se ele não apresenta nenhuma torção. Se a lâmina estiver com o fio torcido corrija este defeito. O segredo é não ter pressa e verificar constatemente se a lâmina não está torta.

: Verifique novamente se a faca está simétrica e se não possui nenhum defeito. Agora é a hora do recozimento. Com o fogo bem leve, coloque sua lâmina novamente na forja e espere até que ela chegue num vermelho bem escuro, daquele que só se vê se a luz ambiente for muito fraca. Espere até a lâmina chegar nesta cor e resfrie-a no ar só alguns segundos. Repita esta operação 3 vezes e no final desligue a ventoinha e deixe sua lâmina na brasa fraca até o outro dia. O recozimento alivia as tensões geradas durante o forjamento e diminui o grão do aço, o que proporciona uma melhor retenção de corte de sua faca.

 

PRONTO! SUA FACA ESTÁ FORJADA!



 

Shadowfax Medieval Art © 2011 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode